O adolescente apontado como responsável por matar a comerciante Maria do Carmo Souza, de 65 anos, durante um assalto a loja de roupa pertence à vítima se entregou na 6ª Delegacia de Santa Rita, na Região Metropolitana de João Pessoa, nessa terça-feira (4). O menor, de 17 anos, se apresentou com um advogado e foi detido por causa de um mandado de internação provisória. Ele confessou o crime e disse que ‘ouviu vozes’ dizendo para matar. O assassinato aconteceu na em Santa Rita, na Grande João Pessoa, na dia 28 de setembro.

De acordo com o delegado Alexandre Fernandes, que comandou as investigações, disse que desde o dia do crime, a Polícia Civil estava em diligências para localizar o autor do crime. Com a ajuda do 197, os policiais conseguiram identificar e localizar o suspeito.

“A gente não parou de trabalhar para elucidar o crime. O 197 foi fundamental para identificar do suspeito. O menor estava cercado e nossos agentes estavam em campana diariamente para detê-lo. Ele se apresentou com um advogado e a mãe, mas devido a rapidez do MP e judiciário conseguimos o mandado e cumprimos enquanto ele estava na delegacia”, explicou o delegado.

Fernandes falou que o menor confessou o crime e disse que após comprar roupas na loja, uma voz dizia para voltar e matar a comerciante para depois roubar. “Ele falou que ouviu uma voz dizendo: “Volte, volte, volte”. Após comprar roupas, ele retornou com uma faca, matou a mulher, depois roubou outras peças e foi embora. Não acredito em problemas mentais, mas numa pessoa fria. Porém, apenas uma inspeção médica poderá atestar a sanidade mental do adolescente”, disse.

O menor foi levado para a Central de Polícia Civil em João Pessoa e nesta quarta-feira (5) será transferido para o Centro Educacional do Adolescente (CEA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.