Acidente aconteceu em passagem de nível em Santa Rita, na Paraíba (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Hoje completa um ano que no distrito de Várzea Nova, município de Santa Rita chorava-se a dor das vítimas do trágico acidente envolvendo um Trem de passageiros da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e um ônibus da Empresa de Transporte Coletivo Santa Rita, o acidente aconteceu no cruzamento da passagem de nível próximo a estação ferroviária de Várzea Nova no dia 29 de fevereiro de 2016, três vitimas morreram no local do acidente, a professora de ensino fundamental Edilane da Silva Macêdo Alves, de 49 anos, a zeladora Josefa Maria de Lima Silva, de 52 anos e a doméstica Adriana Castro, de 33 anos, já a atendente de farmácia Cleia Percila do Nascimento Silva, de 39 anos e a adolescente Josivalda Nascimento, de 15 anos foram socorridas ao Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena em estado grave de saúde mas não resistiram aos ferimentos, outras 07 vítimas foram socorridas com ferimentos de diferentes proporções sendo que algumas ficaram com sequelas irreversíveis.

O inquérito Policial

De acordo com Delegado da seccional de Santa Rita, Everaldo Medeiros, a investigação concluiu que houve imprudência do motorista do ônibus na travessia da passagem de nível, que o trem estava com a velocidade acima da média permitida e que também havia desorganização e falta de segurança na via.

Os dois maquinistas e o motorista foram indiciados por homicídio culposo e lesão corporal, sendo que os maquinistas com base no código penal e o motorista no código de transito. Um vídeo de um estabelecimento comercial mostrou como tudo aconteceu e ajudou a policia a esclarecer o fato.

Das providências

Passado-se um ano da tragédia, a passagem de nível de Várzea Nova ainda encontra-se sem qualquer mecanismo que possa evitar novos acidentes, promessas da instalação de uma CANCELA férrea já vem sendo feita diuturnamente pelas autoridades responsáveis, no entanto até hoje a população de Várzea Nova continua a mercê de uma nova tragédia, nem mesmo uma medida emergencial semelhante a passagem de nível da cidade de Bayeux nunca foi tomada, onde uma pessoa fica sinalizando com uma bandeira vermelha para os motorista todas as vezes que trem se aproxima.

VIADa redação Santa Rita em Foco
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome