Na manhã desta quarta-feira, 18/10/2017, os servidores da educação de Santa Rita, realizaram uma Assembléia Itinerante, onde reivindicam condições dignas de trabalho, além de que seja cumprido o piso salarial nacional dos(as) Professores(as), além de outras reivindicações.

O Pessoal de Apoio, reivindicam gratificações que são instituídas por Lei, à exemplo da gratificação de Secretário Escolar, gratificação por insalubridade, difícil acesso para quem trabalha na Zona Rural, dentre outras, que foram descontadas, baseadas em um decreto nº 32/2017 publicado pelo prefeito Emerson Panta no dia 28 de agosto, quando a folha de pagamento daquele mês já havia sido fechada, mesmo assim, segundo os servidores, as gratificações já foram cortadas naquele pagamento.

Segundo o Sindicato dos Servidores, o decreto, que foi denominado popularmente de “pacote de maldades” é inconstitucional, pois, só se anula uma Lei com outra Lei, decreto não pode suspender ou anular uma Lei, haja visto sua inferioridade hierárquica.

Após a Assembléia, os(as) servidores(as) seguiram em carreata pelas ruas principais percorrendo 4 bairros: Jardim Planalto, Tibiri I, Popular e Bairro do Açude, em caminhada e carreata com carro de som, denunciando à população suas reivindicações, além de denunciarem os problemas de infra-estrutura encontrados nos respectivos bairros ao longo do percurso.

Assista ao vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.