O Maior Portal de Notícias da Cidade de Santa Rita na Paraíba.
Categorias
Guia em Foco
Quem Somos

O que muda no trânsito a partir de 1º de novembro? A ONG ETEV Alerta!

Com a Lei 13.281/16 vários artigos do Código de Trânsito Brasileiro sofrerão alterações que, em sua maioria, entram em vigor a partir de 01 de novembro de 2016. As mudanças afetam diretamente o condutor, principalmente, aquele que insisti em descumprir as leis de trânsito, que ainda insiste em descumprir as regras do Trânsito. As multas passarão a doer mais no bolso, ou seja, ficarão mais caras, o prazo para suspensão do direito de dirigir será aumentado e algumas infrações serão agravadas.

A Organização não governamental Educar para o Trânsito Educar para Vida – ETEV, lista aqui as principais mudanças e alerta os condutores.

A infração gravíssima que antes tinha multa no valor de R$ 191,54, passará a ter o valor de R$ 293,47. Já as multas por infração grave passarão para R$ 195,23, o valor atual é de R$ 127,69.Para infração média as multas passarão de R$ 85,13 para R$ 130,16. Já as infrações leves que antes tinham o valor de multa de R$ 53,20 passarão a valer R$ 88,38. Desde a entrada em vigor do CTB as multas não eram reajustadas.

Valores dos multiplicadores

Gravíssima X 2 – de R$ 586,94 Gravíssima X 3 – de R$ 574,62 para R$ 880,41 Gravíssima X 5 – de R$ 957,70 para R$ 1.467,35 Gravíssima X 10 – de R$ 1.915,40 para R$ 2.934,70 Gravíssima X 20 – de R$ 3.830,80 para R$ 5.869,40 Gravíssima X 60 – de R$ 11.492,40 para R$ 17.608,20.

Com as mudanças o condutor que segurar ou manusear o celular em quanto dirige será agravada e passará a ser considerada infração gravíssima, ou seja, R$293,47 Para Luiz Carlos André, especialista em mobilidade urbana e presidente da ONG ETEV, o ato de dirigir requer do condutor atenção total em várias situações, aos pedestres, aos outros veículos, ao trânsito ao redor e etc. Com a popularização dos smartphones a distração dos condutores aumentou muito e quando a atenção é dividida com o celular, o risco de acidente cresce muito Segundo estudo recente do NHTSA – Departamento de Trânsito dos Estados Unidos — a possibilidade de ocorrer um acidente aumenta em 400%, quando se utiliza o celular. Um risco muito maior do que o causado pela embriaguez, afirma a pesquisa.

Recusa ao bafômetro

Foi inserida uma infração específica para aqueles que se recusarem a se submeter a teste, exame clínico, perícia ou outro procedimento que permita certificar a influência de álcool ou outra substância. Nesse caso, será aplicada a multa de dez vezes o valor base e, em caso de reincidência no período de doze meses, a penalidade será aplicada em dobro.

Por fim Luiz Carlos, afirma que as mudanças serão bem vindas e que essa história de industria de multa como alguns condutores falam não existe. Na verdade o que existe é uma fabrica de motoristas infratores, se não tivéssemos tanta imprudência não teríamos multas e principalmente menos acidentes, finaliza Luiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja mais matérias
Total
1
Share