Ministro Teori Zavascki (foto da internet)

O maior acordo de delação premiada já firmado pela Operação Lava Jato deve ser firmado ainda neste mês, após o acerto sobre as penas dos acusados ligados à Odebrecht, aponta reportagem do Estado de S.Paulo publicada neste domingo 6.

A expectativa é que a colaboração de 53 executivos da empreiteira, inclusive do ex-presidente Marcelo Odebrecht, e de 32 que depõem como lenientes, seja entregue em breve ao ministro Teori Zavascki, relator da investigação no Supremo Tribunal Federal.

De acordo com a reportagem, há previsão de que o ministro decida sobre a homologação antes do recesso de fim de ano, que começa em 20 de dezembro. A Procuradoria Geral da República informou à empresa as penas impostas e aguarda uma posição da defesa.

A Odebrecht também é alvo de investigação em pelo menos 38 contratos em obras realizadas no Brasil todo, além das ligadas ao esquema de corrupção na Petrobras. Há casos anteriores a 2002, época do governo FHC, do PSDB. Ao menos 100 políticos são citados nos depoimentos.

VIABrasil 247
Redação
Compartilhe informações pelo nosso WhatsApp: 83 99619.3881 | 98611.8630

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.