O Maior Portal de Notícias da Cidade de Santa Rita na Paraíba.
Categorias
Guia em Foco
Quem Somos

Dez meses depois, cruzamento da linha férrea que matou cinco em Sta. Rita continua sem cancela

Quase dez meses após o acidente entre um trem e um ônibus ter provocado a morte de cinco pessoas, a linha férrea no distrito de Várzea Nova, em Santa Rita, continua sem cancelas. A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) confirmou a informação, mas disse que a responsabilidade da colocação das cancelas cabe à Prefeitura Municipal de Santa Rita.

cbtu-linha-de-trem-sem-cancela-2

Através da assessoria de imprensa, a CBTU explicou que, segundo a legislação, a colocação das cancelas deve ser feita por quem chega por último ao local. Como a linha férrea chegou no ano de 1828, e a criação do município se deu depois dessa data, cabe, então, à prefeitura tal responsabilidade.

Esta repórter tentou por diversas vezes durante a semana qualquer contato com autoridades da Prefeitura de Santa Rita, mas não obteve sucesso. Os telefones dos setores de Comunicação Social e de Trânsito que constam no site oficial da prefeitura (www.santarita.pb.gov.br) não funcionam.

Ainda de acordo com a CBTU, um mês após o acidente em Várzea Nova, foi realizada uma reunião na qual foi solicitado, pela Prefeitura, um projeto para a linha férrea, com as devidas especificações técnicas para as cancelas. Uma vez entregue, o projeto não saiu do papel até o momento, segundo a CBTU, que não soube informar detalhes sobre alguma data ou prazo para instalação do dispositivo. A CBTU só faz o projeto para quem solicita.

A Companhia esclareceu ainda que a cancela é uma sinalização facultativa, mais um item a mais para a segurança na linha férrea. A sinalização obrigatória, sonora e luminosa, além da Cruz de Santo André, é de responsabilidade da CBTU, que garantiu manter tudo em pleno funcionamento.

O acidente que matou cinco pessoas ocorreu em 29 de fevereiro deste ano, em um final de tarde, quando muitos passageiros retornavam de suas atividades rotineiras. O anúncio da colocação das cancelas veio após o grande clamor social provocado pela tragédia que ganhou repercussão nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja mais matérias
Total
78
Share