Jogando mais uma vez em João Pessoa, o Botafogo-PB recebeu o Galo para o primeiro Clássico Tradição de 2018 e dessa vez com o objetivo de convencer o torcedor da capacidade do time. Em campo, as equipes fizeram uma partida equilibrada, com chances de gol para os dois lados, mas foi o time visitante que passou mais perto de sair com a vitória. O placar final foi de 1 a 1 e representou o equilíbrio durante a partida.

O galo tomou as rédeas das ações ofensivas, e antes dos 5 minutos de jogo, Rayron chutou de fora da área e assustou todos presentes no Almeidão, mas a tentativa passou próxima a trave. A resposta veio logo na sequência após uma boa troca de passes entre Carlos Renato, que estreava como titular da equipe, e Marcos Aurélio, a bola chegou até Dico que falhou na finalização.

Só aos 20 minutos, o torcedor acordaria; com tristeza para o lado botafoguense e alegria para os trezeanos. Após cruzamento em direção ao gol, Edson cortou mal e o que parecia ser um “bate e rebate” acabou se tornando o gol dos visitantes, saído do cabeceio do zagueiro Ítalo; 1 a 0 Treze. Com o gol anotado tudo voltou à tranquilidade de antes. Toda a calmaria do jogo só seria abalada pelo cabeceio de Lula, após cobrança de escanteio, que abriu o placar para o time da casa; era o empate do Belo: 1 a 1.

A segunda etapa foi marcada pela mesma tranquilidade apresentada no primeiro tempo de jogo. O empate até poderia ter saído em uma cobrança de pênalti para o Galo, mas o atacante Reinaldo Alagoano desperdiçou a chance. Agora o Treze deve voltar as atenções para a partida diante o Sousa, no Presidente Vargas, na próxima quarta-feira (24). No mesmo dia, o Botafogo-PB vai enfrentar a Desportiva Guarabira no estádio Silvio Porto.

Clássico do Sertão

Em uma partida movimentada, o Sousa desencantou e encontrou a primeira vitória justamente no Clássico do Sertão diante do Atlético de Cajazeiras. Além do primeiro resultado positivo do Dinossauro no Campeonato Paraibano, o resultado de 2 a 1, também marca a estreia do treinador Jazon Vieira no comando do time.

Apesar do jogo acontecer na casa do Sousa, eram os visitantes que mais atacavam no início do jogo. Só na segunda metade do primeiro tempo, o time da casa reassumiu o controle do jogo e aos 30 minutos, o atacante Diego Neves abriu o placar, após cruzamento de Léo Azevedo.

No retorno para a segunda etapa, o Atlético reassumiu o controle das ações ofensivas, seguindo o que havia acontecido ainda no primeiro tempo, mas dessa vez de forma mais eficiente. Renan recebeu a bola dentro da área e chutou na saída do goleiro Alencar Baú. O desempate viria na sequência com Jhonathan, o atacante limpou o zagueiro e chutou rasteiro para o gol; 2 a 1.

Observações

Após uma semana ausente, retorno a esse nosso espaço de reflexões. A decisão de esperar um pouco mais para continuar as postagens surgiu exatamente pela necessidade de um maior período de observação do desempenho das equipes. Com mais jogos do estadual por esses dias, já é possível ter percepções claras sobre a postura de cada um no andamento da competição.

Diante do Treze a escalação de Carlos Renato como titular deu mais velocidade nas transições ao ataque. A entrada de Marlon também auxiliou para uma melhor movimentação em direção às ofensivas da equipe. Assumir a entrada de Renato sugere que o comandante do Belo tem observado a ausência de velocidade da equipe na saída de bola.

Continuo defendendo que o time titular não é lento, só não possui ainda a condição física ideal para jogar como Leston espera. Os ataques através de passes curtos devem ser fortalecidos com a manutenção da posse de bola e isso não exige necessariamente o uso de atletas velozes, exímios corredores, mas uma transição demorada com esse estilo de jogo facilita a recuperação e a redução de espaços por parte dos adversários.

Penso que seja importante avançar rápido ao ataque independente do estilo adotado. Por isso também tenho observado que o elenco sente falta de algum jogador com as características de Djavan. O volante trazia mais mobilidade para a saída de bola e consequentemente mais velocidade, virando o jogo de um lado para o outro do campo.

Mesmo com esses problemas, sou otimista e acredito que esse time vai crescer muito durante a temporada, justamente por possuir jogadores inteligentes, com melhor percepção de jogo, precisando apenas de mais treinamentos em conjunto para encontrar o melhor futebol. O goleiro também não me assusta, Edson é um jovem atleta e deve evoluir rápido.

Até cheguei a acreditar que o time possuía algum problema com a preparação de jogadores para esta posição. Falhei! O que acontece com o arqueiro é comum para todos atletas que tentam consolidar a carreira. A responsabilidade de defender um grande clube, somados à falta de ritmo de jogo e de entrosamento, dificultam a tomada de decisões por Edson. Para piorar, do outro lado há uma torcida assustada com o retrospecto negativo do antecessor e que aparentemente não deseja esperar a melhor forma do goleiro atual.

No mais, para mim, a surpresa do campeonato é mesmo o time do Campinense, que não para de vencer. Entretanto, minha maior decepção talvez tenha sido o Atlético. Durante a fase de preparação colocaria o azulão entre os semifinalistas, mas hoje não observo na equipe um futebol que faça jus ao investimento dedicado, muito menos que fortaleça a minha crença.

Outros resultados

Auto Esporte 1 x 2 Serrano

Campinense 2 x 0 CSP

Desportiva Guarabira 1 x 2 Nacional

 

Foto em destaque: Cógenes Lira

Geri Júnior
Jornalista pela Universidade Federal da Paraíba; repórter esportivo na TV Brasil; Jornalista esportivo freelance; comentarista esportivo; Apreciador do futebol, seja moderno ou raiz e contador de histórias.

3 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns pela cobertura do campeonato paraibano e pelas análises das equipes, o que mostra que você é um dos maiores conhecedores do futebol paraibano. Sou seu fã.
    E só pra lembrar, esse ano o paraibano é do Belo.
    Abraço!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.