Pedreiro, Almir Vicente da Silva, vítima de golpe de punhal. — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Um homem foi morto com um golpe de punhal, na noite do sábado (19), no bairro do Catolé, em Campina Grande. O crime aconteceu por volta das 19h e os principal suspeito do crime, de acordo com a polícia, é um fiscal de uma empresa de ônibus.

A vítima era o pedreiro Almir Vicente da Silva, de 35 anos, e estava no local com dois amigos. Ele ia pegar o ônibus para casa na Vila Cabral de Santa Terezinha quando foi ferido com um golpe de punhal no abdômen. A vítima foi socorrida e levada para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas não resistiu e morreu na unidade.

Segundo parentes da vítima, o suspeito do crime é o fiscal de uma empresa de transporte público de Campina Grande que não foi identificado pela polícia. No dia anterior o fiscal teria discutido com o passageiro por causa da catraca do ônibus.

A esposa da vítima conta que testemunhou a confusão. Ela disse que o marido dela teria passado rápido na catraca fazendo barulho e o fiscal peguntou se ele iria quebrar. O pedreiro perguntou qual era o problema e o fiscal disse que iria chamar outro responsável, mas ninguém foi chamado e eles seguiram no ônibus. No dia seguinte a vítima pegou o ônibus no mesmo lugar do dia aterior.

Segundo a Polícia Militar, na sexta-feira (18), o pedreiro teria ameaçado o fiscal e no dia do crime a vítima e o acusado discutiram novamente. Ainda de acordo com a PM, a vítima tinha passagem na polícia por tráfico de drogas e porte ilegal de arma. No local existem câmeras de monitoramento que estão sendo analisadas pela Polícia Civil.

Até às 7h da manhã desta segunda-feira (21) ninguém foi preso. A empresa de ônibus em que o fiscal trabalha foi procurada pela equipe da TV Paraíba, mas disse que os diretores que podem falar sobre esse crime não estavam na empresa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.