Arquidiocese da PB

O arcebispo Dom Manoel Delson assinou um decreto polêmico na última quarta-feira (06) onde visa proibir que os padres estejam na companhia de menores e de adultos vulneráveis desacompanhados dos pais ou responsáveis, na casa paroquial, no carro paroquial ou em outros ambientes reservados.

A medida veio após a igreja ser condenada pela justiça do trabalho a pagar uma indenização de R$ 12 milhões por exploração sexual de menores.

No documento há uma proibição das paróquias de oferecer alojamento a menores e a adultos vulneráveis desacompanhados dos pais ou responsáveis durante atividades da igreja.

O atendimento espiritual como confissão deve ser feito nos confessionários ou em locais adequados na igreja que garantam segurança e visibilidade.

O documento assinado por Dom Delson também declara que qualquer padre que tiver acusação contra si sobre exploração ou abuso sexual a menores de idade, deve informar imediatamente ao arcebispo.

O objetivo do decreto é assegurar às crianças, adolescentes e adultos vulneráveis um ambiente eclesial seguro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.