O Maior Portal de Notícias da Cidade de Santa Rita na Paraíba.
Categorias
Guia em Foco
Quem Somos

Ordem para matar as mulheres encontradas na zona rural de Santa Rita veio do presídio

A polícia prendeu cinco homens suspeitos de participar da execução de duas mulheres no município de Pedras de Fogo, na Paraíba. As mulheres estavam desaparecidas há cerca de 10 dias e eram das cidades de Pilar, na Paraíba e Itambé, em Pernambuco. Elas foram encontradas enterradas, na região de Santa Rita, na última sexta-feira (22).

O delegado Paulo Martins, da Polícia Civil, contou detalhes da investigação em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira (25). Ele revelou que a ordem para a execução das vitimas partiu de uma ligação que teria partido de um presídio de João Pessoa, o Silvio Porto.

Segundo o delegado uma das jovens teria sido morta pelo próprio namorado, que a ajudou a executar o sobrinho de um dos mandantes. A autoridade policial informou que ele estaria tentando demonstrar fidelidade à facção criminosa.

“Estava aberta uma ligação de um suspeito diretamente do presídio, conseguimos identificá-lo e ele confessou a participação de todos estavam envolvidos. Tanto na execução quanto na desova dos corpos, em uma fazenda. Conseguimos agir rápido e prender um dos suspeitos de execução quando estava prestes a fugir”, relatou.

Ainda na sexta, Ednaldo de Santana Comissário, conhecido como ‘Jack Shan’, e Ricardo José Alves de Sena, o ‘Ricardinho’, foram presos suspeitos da execução.

O crime teria ligação com o tráfico de drogas e com o assassinato de integrantes de um dos grupos criminosos responsável pelo comércio de entorpecentes na região.

O delegado Paulo Martins, titular da Delegacia de Pedras de Fogo, onde as mulheres moravam, falou sobre o caso.

Ouça o áudio

Os corpos Kátia Janielly Macena dos Santos, 22 anos, e Bruna Dara da Conceição Silva, 23, foram mortas no dia do desaparecimento delas, em 11 de fevereiro.

Segundo a Polícia, Ricardo e Ednaldo foram presos na terça-feira (19). Ednaldo foi solto e preso novamente na sexta-feira (22), quando confessou, em depoimento, ter atirado na cabeça da própria namorada, Kátia Janielly, e praticado outros homicídios e roubos na cidade de Pedras de Fogo.

Saiba mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja mais matérias
Total
1
Share