29 C
Santa Rita
sexta-feira, 23 outubro , 2020

Bolsonaro faz mudanças nas regras da Contribuição Sindical

-

- Publicidade -

As contribuições financeiras de trabalhadores para seus sindicatos não poderão mais ser descontadas diretamente dos salários e terão, a partir de agora, que ser pagas exclusivamente por boleto bancário.

Essa nova regra está prevista em uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, publicada em edição extra do “Diário Oficial da União” da sexta-feira (1º).

Uma medida provisória tem força de lei e passa a valer a partir de sua publicação. Entretanto, ela precisa ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias, caso contrário perde validade e a regra antiga volta a vigorar.

A contribuição sindical já havia deixado de ser obrigatória na reforma trabalhista proposta pelo governo do ex-presidente Michel Temer e aprovada pelo Congresso em 2017. Desde então, os trabalhadores são obrigados a expressar a vontade de contribuir para seu sindicato, mas o desconto continuava sendo feito diretamente do salário pelas empresas, como antes da reforma.

As contribuições financeiras de trabalhadores para seus sindicatos não poderão mais ser descontadas diretamente dos salários e terão, a partir de agora, que ser pagas exclusivamente por boleto bancário.

Essa nova regra está prevista em uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, publicada em edição extra do “Diário Oficial da União” da sexta-feira (1º).

Uma medida provisória tem força de lei e passa a valer a partir de sua publicação. Entretanto, ela precisa ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias, caso contrário perde validade e a regra antiga volta a vigorar.

A contribuição sindical já havia deixado de ser obrigatória na reforma trabalhista proposta pelo governo do ex-presidente Michel Temer e aprovada pelo Congresso em 2017. Desde então, os trabalhadores são obrigados a expressar a vontade de contribuir para seu sindicato, mas o desconto continuava sendo feito diretamente do salário pelas empresas, como antes da reforma.

- Publicidade -
ViaG1
Redação
Redação
Compartilhe informações pelo nosso Whatsapp (83) 98611.8630

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Laia Também

MPPB recomenda nomeação de aprovados em concurso da Câmara de Vereadores de Santa Rita

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) recomendou ao presidente...

Setembro Amarelo: campanha de prevenção ao suicídio é intensificada na pandemia

O dia 10 de setembro, Dia Mundial para Prevenção...

PSOL CONVIDA SIMPATIZANTES E FILIADOS PARA SUA CONVENÇÃO ONLINE NESTE DOMINGO.

O PSOL, Partido Socialismo e Liberdade em Santa Rita,...