Órgãos responsáveis pelo meio ambiente na Paraíba se reuniram, nesta terça-feira (14), em uma audiência pública no Ministério Público de Santa Rita para discutir melhoria, conservação, restauração e responsabilização ambiental do Rio Tibiri, um dos principais mananciais que abastece o município.

Representantes da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de Santa Rita (SAA), Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA), Batalhão de Polícia Ambiental da Paraíba e Instituto Federal da Paraíba (IFPB) participaram da sessão.

Na audiência, uma equipe multidisciplinar, composta por integrantes das SAA, SEMMA e IFPB apresentou relatórios técnicos sobre a sub-bacia hidrográfica para expor aos presentes a atual situação do Rio Tibiri, que está sofrendo efeitos danosos da ação humana.

Em seguida, foi aberta uma discussão para abordar as principais medidas que serão adotadas para o enfrentamento da demanda apresentada sobre a problemática ambiental da nascente à foz do Rio Tibiri, responsável por fornecer água a 59% da população de Santa Rita.

Ao final, foi aprovada a formação de uma força-tarefa com representantes de todas as instituições envolvidas, inclusive da SUDEMA e CAGEPA, que em trabalho conjunto realizará um cronograma de atuação em toda a sub-bacia do rio para identificar os problemas ambientais e apresentar soluções na tentativa de revitalização do manancial, tendo em vista a sua importância não só para o meio ambiente, mas também para a população de Santa Rita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.