A vereadora Marielle Franco, assassinada no Rio de Janeiro em março (Mário Vasconcellos/CMRJ/.

Do DCM via Uol

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), arquivou hoje uma queixa-crime impetrada por partidos de oposição contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o ministro da Justiça Sergio Moro e o vereador Carlos Bolsonaro (PSC) em um caso que envolve a investigação do assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL).

Deputados do Partido dos Trabalhadores (PT) acusaram o presidente, seu filho e o ministro de ter obstruído as investigações que apuram as circunstâncias do homicídio de Marielle, além de terem cometido crime de responsabilidade.

A ação cita a reportagem da TV Globo que revelou que o ex-policial militar Elcio Queiroz, suspeito de ter participado do assassinato, visitou o condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, onde Bolsonaro e seu filho possuem residências, no dia da morte de Marielle.

(…)

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.