Família do pedreiro diz que ele seguia na faixa preferencial para ciclistas (Foto: Reprodução/TV Correio/Arquivo pessoal)

O pedreiro Valmir Pedro de Brito, que foi atropelado por um carro no Altiplano na última quarta-feira, teve sua morte cerebral confirmada na tarde desta quinta-feira (02).

Os familiares confirmaram a morte e informaram que vão doar os órgãos da vítima. Os familiares estão em contato com o advogado da Central de Transplantes da Paraíba para ver os trâmites legais da doação.

Entenda

Após ser atingido, Valmir foi arremessado contra um poste, recebeu uma forte pancada na cabeça e teve várias fraturas pelo corpo. No momento em que era atendido por uma unidade do Samu, chegou a sofrer quatro paradas cardíacas e foi levado em estado grave para o Hospital de Trauma.

No veículo que atingiu o pedreiro estava um um casal. O homem afirma que a sua esposa estava dirigindo, mas testemunhas garantiram que ele que conduzia o carro na hora do atropelamento.

Moradores da região, revoltados com o ocorrido, acionaram a polícia, que conduziu os dois à delegacia, onde ambos fizeram o teste de alcoolemia, que registrou que ela não tinha sinais de álcool no sangue, mas ele sim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.