29 C
Santa Rita
quinta-feira, 26 novembro , 2020

Nova coluna: Para começar por Everton Silva

-

- Publicidade -

Para começar

Hoje acordei com alguém chamando pelo meu nome. Fiquei pensando em quem poderia ser, afinal não esperava ninguém em casa. Finalmente eu levanto, lavo o rosto e, para minha surpresa, era alguém da escola onde trabalho me trazendo um mimo pelo dia dos professores. Difícil não começar bem o dia assim.

Como já disse, hoje é o dia dos professores, dois dias antes do meu aniversário, e é nessa semana que estreio como colunista deste jornal. Para começar, espero que não seja anormal o nervosismo acerca de qual deve ser o meu primeiro artigo (este não é o primeiro que escrevi hoje, mas acredito que o assunto não seria tão interessante para a maioria dos leitores).

Pensei em falar sobre o dia dos professores (aliás, aproveito para dizer: feliz dia, professores!), mas será que eu não escreveria o clichê das dificuldades que há na vida de um professor, e creio que todos nós estamos cientes disso, o que nos falta mesmo é trabalharmos para que os chamados poderes públicos atuem em favor e não contra essa classe de trabalhadores (olha eu aí fazendo o que disse que não ia fazer…).

Agora que já decidi sobre o que não vou falar resta saber sobre o que pretendo. Acho que vou falar sobre o próprio ato de escrever. Fernando Pessoa dizia que “pensar é estar doente dos olhos”, devo concluir, então, que escrever deve ser estar doente da mão. Não é que eu tenha a necessidade inevitável de escrever, mas como já costumo dizer aos meus alunos, quando escrevemos organizamos melhor nossas ideias. E eu estou com um monte de ideias que precisam ser organizadas e me parece que esta coluna é uma ótima oportunidade para isso.

Como estamos em tempo de campanhas parece-me que é tempo também de fazer promessas. E o que eu prometo? Bom, você pode ter certeza que pretendo nos dias que estiver como colunista eu serei o mais humano possível, com direito a erros e acertos, momentos onde falarei sobre coisas interessantes e, sem dúvida, serei também enfadonho, resmungão e quem sabe o que eu escreva aqui te ajude a tornar o seu um pouco mais leve. Bom, acho que para um começo até que não prometi muito e acho que posso cumprir com sucesso tudo isso, portanto, se você me permitir, quero ter o seu voto de confiança nesse compromisso que fizemos aqui entre leitor e colunista. Nos vemos em breve!

- Publicidade -
Everton Silva
Everton Silva
Everton Silva é cientista social, mestre em antropologia e professor de sociologia em escola da rede privada em Santa Rita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Laia Também

Everton Silva: Direito de resposta

No meu segundo artigo nesta coluna, peço o direito...

Nova coluna: Para começar por Everton Silva

Para começar Hoje acordei com alguém chamando pelo meu nome....