Imagem extraída da internet

Hoje muito se fala em ansiedade, mas poucos reconhecem a influência dela em sua vida. Ao pararmos para pensar nos diversos papéis que hoje desempenhamos, observamos que estamos constantemente cercados por responsabilidades e pressões impostas pela sociedade, e estas são responsáveis pelo que hoje conhecemos como transtornos de ansiedade. Mas, o que é ansiedade, quais são as causas, e quais são os sintomas?

 

De acordo com Whitbourne e Halgin (2015), a ansiedade é uma resposta inconsciente do nosso cérebro que envolvem pensamentos voltados para o futuro, e englobam fatores físicos e psíquicos, onde o indivíduo fica apreensivo, inquieto e tenso com a perspectiva de algum acontecimento, além de experimentação do medo que é a resposta emocional a determinada situação, seja ela real ou imaginária.     A ansiedade está relacionada com fatores biopsicossociais ou seja, os fatores biológicos que são as predisposições genéticas, psicológicos, que são os aspectos intrínsecos da personalidade e sociais, que são as pressões diárias que o indivíduo vivencia.

 

Sendo assim, estes fatores correlacionados podem exacerbar os sintomas trazendo grande consequência para aqueles que estão sofrendo.  Dentro dos transtornos psicológicos, os de ansiedade apresentam maior prevalência, sendo estes transtornos subdivididos em: transtorno de ansiedade de separação, transtorno de pânico, agorafobia, fobias específicas (por vezes em conjunto com o transtorno de pânico), transtornos de ansiedade social, transtorno de ansiedade generalizada, transtorno obsessivo- compulsivo, estresse pós-traumático, entre outros.

Os sintomas podem ser diversos, e estes podem trazer dificuldades nas atividades diárias, nos momentos de lazer e nas atividades com a família e amigos. Dentre os sintomas mais comuns estão:

  • Estresse
  • Insônia
  • Sudorese
  • Taquicardia
  • Tremores
  • Dores de barriga (náusea, diarreia)

De acordo com pesquisas realizadas em 2017 pela OMS (Organização Mundial de Saúde), o transtorno de ansiedade tem atingido cerca de 264 milhões de indivíduos, sendo 18 milhões brasileiros, e este número tem crescido. Estamos envoltos em um turbilhão de informações, de pressões de uma sociedade que a cada dia espera mais de nós, fatores relacionados a economia, ao índice elevado nas taxas de desemprego, a falta de segurança pública, podem ser gatilhos para o desenvolvimento destes transtornos portanto, caso sinta algum destes sintomas procure ajuda profissional especializada.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.