21 C
Santa Rita
quarta-feira, 23 setembro , 2020

Dom Predo II na novela da Globo e em Santa Rita

-

A globo traz “Nos tempos do imperador”, a novela que narrará a vida de Dom Pedro II enquanto que eu narro a viagem dele aqui em Santa Rita.

- Publicidade -

O ator Selton Mello volta às novelas depois de vinte anos afastado deste tipo de dramaturgia; com barbas postiças, lentes de contato e muita maquiagem, ele incorpora D. Pedro II. Na trama, as primeiras cenas se passam em seu exílio em Paris. A novela que estava prevista para março, mas devido a pandemia teve suas gravações canceladas, contará a vida do imperador do Brasil a partir do ano de 1856.

O que não passará na novela e talvez você não saiba é que D. Pedro esteve aqui em Santa Rita, no ano de 1859. Sua visita, aqui na Paraíba, começou no dia 24 de dezembro de 1859, às 16h30 min, quando o navio da marinha, que aportou no Varadouro, Porto do Capim, trouxe o imperador e sua comitiva de 50 pessoas, entre elas, a imperatriz Teresa Cristina, seu médico Motta Maia e muitos políticos aliados. Foram recebidos pelo Padre Chacon, que lhe presenteou com um crucifixo de prata, e pelo presidente da câmara dos vereadores, Francisco Alves de Souza Carvalho (o homem que planejou a Emancipação Política de Santa Rita). Das mãos dele o imperador recebeu a Chave da cidade da Parahyba, atual João Pessoa.

No dia seguinte, à cavalo, segundo Maurílio Augusto de Almeida, autor do livro “A presença de Dom Pedro na Paraíba”, o imperador visitou o Engenho Santo Amaro, na divisa entre Santa Rita e Bayuex e, em seguida, visitou o Engenho Tibiri, depois as terras do Senhor José Teixeira de Vasconcelos, Engenho Central e Engenho Gargaú. Todos esses três engenhos eram de propriedade deste senhor, que anos depois recebeu o título de Barão de Maraú e tornou-se presidente da província da Paraíba, de 22 de abril a 1 de novembro de 1867.

Dom Pedro II assistiu missas em capelas que hoje estão em ruínas, como a antiga Capela de São João e a Capela de Santana do Gargaú, seguindo para outras cidades paraibanas.

A visita de Dom Pedro à Paraíba durou pouco tempo, se compararmos a sua visita a outras localidades como à Bahia, por exemplo. O imperador e sua comitiva seguiram no dia 30 de dezembro, às 8 horas para Alagoas e Sergipe.

Sua viagem foi relatada em diários, que foram anos mais tardes publicados e hoje serviram de base para a nova novela da Globo.

- Publicidade -
Avatar
Siéllysson Francisco
Siéllysson Francisco é mestre em Ciências das Religiões, Historiador, Cronista e Poeta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário
Digite o seu nome

Laia Também

A quem interessa nossa memória?

Quando morremos não morremos de vez, permanecemos na memória...

Santa Rita cristalizada pelo Sr. Viégas

Seu nome de batismo é Antônio Alves Bezerra. O...

A morte e a melancolia nossa de todo dia

Acordamos e dormimos com notícias sobre o aumento de...

Um bairro para cercar ou libertar?

Durante o século XVIII, muitos comerciantes vinham do sertão...